Via New Word Notes, encontro este filme de Lainy Voom. O conto (poema?), de Sherwood Anderson, lido por Alex Wilson, é lindíssimo. O filme é absolutamente extraordinário. Sem palavras.

(em Machinima, aqui, vale a pena pela qualidade da imagem)