GetaSecondLife

GetaFarm

getafarm.png

Não tivesse sido o forte nevão que se abateu sobre o GetaFarm durante o Natal e este post já teria sido escrito há bastante mais tempo. Porque nos surpreendeu por completo a escolha do nome, achando-a simplesmente excelente, e sobretudo porque o trabalhado desenvolvido pelo Cocas Nishi e Medeia Magne é de grande qualidade.

No espaço GetaFarm, inteiramente concebido e construído em grande parte pela sua equipa, o relaxamento e contacto com a natureza foi abordado de forma magistral. Desde as cadeiras de pesca, ao pneu pendurado por uma corda na árvore, ao estábulo, ao pormenor dos cavalos, vacas, ovelhas e galinhas, à olaria que imita na perfeição a arte do oleiro oferecendo ao visitante uma peça, ao ambiente completamente verde e casas rústicas, o espaço merece, pela sua qualidade e harmonia, uma visita.

Conforme prometido, foi possível arranjar alguma largura de banda que nos permitisse ir ao GetaFarm com a versão Windlight de modo a mostrar algumas boas razões para lá se dar um salto (e, caso procurem artigos relacionados com o campo, a GetaFarm disponibiliza diversos a preços módicos).

Uma última nota curiosa prende-se comigo e com o Cocas Nishi. Quem diria que, por causa da Second Life, dois colegas da mesma turma do antigo 1º ano do Ciclo Preparatório se voltariam a encontrar, 25 anos depois?

getafarm1.png

getafarm2.png

getafarm3.png

getafarm4.png

 

  • (Acho fantástico ver-te activo no SL e nos posts no GETA!)

    Que final delicioso para o post. 😀

  • Boa! O GetaFarm (o nome, o nome, foi uma surpresa tão gira!) é um espaço espectacular. E praticamente tudo construído pelo Cocas e pela Medeia, que são realmente uns builders/scripters/texture-makers muito bons mesmo.

    A olaria vai dando coisas diferentes, cada vez que se usa. 🙂

    Essa coincidência foi um espanto!

  • As fotos estão lindas! :)))

  • Miguel Yesheyev

    (lol Ana, um dia não são dias… e sempre é preciso recolher informação :p) Nem imaginas a piada que teve. Olhares para uma pessoa e pensares para contigo que já a tinhas visto nalgum lugar. Mal sabia eu que esse lugar tinha sido há 25 anos atrás… lol!

    Por acaso está muito bem esgalhado, está. Corroboro integralmente da tua opinião, como aliás temos visto e acompanhado 🙂 É fácil fotografar o que está esteticamente bem feito 🙂

  • Ah… Não tinha percebido que eras tu e ele (os amigos de infância)! Que giro!!

    Parecemos uma família no 100Limite. 😀

  • Éramos nós, sim. Por menos, já teria dado origem a milhares de posts… ahahhahahaha