GetaSecondLife

Expresso Online: a experiência da Universidade de Aveiro

Artigo muito interessante sobre a experiência da Universidade de Aveiro na Second Life. A ler, obrigatoriamente aqui.

PS-Gostava de poder ler, um dia destes, as demais experiências que estão a ser feitas pelas outras universidades (e a Universidade do Minho? Por onde anda?).

  • Se eu soubesse os nomes ou emails dos avatares já lhes tinha enviado notecards ou mails…

  • Olá!

    Quem estiver interessado em saber o que foi acontecendo durante a construção da comunidade referida no artigo, sugiro uma consulta ao blog http://ambientesvirtuais3d.blogs.ca.ua.pt

    Tenham paciência porque neste momento o acesso ao blog e à wiki é bastante lento (o servidor é velhinho e deve estar a ter demasiados acessos para a sua capacidade).

  • Miguel Yesheyev

    Completamente Carlosss Lukas. Aliás, tentei ir ao link do artigo do Expresso e não carregou. Mas obrigado pelo comentário e pelo link 🙂

  • Estou a fazer um reboot para ver se a coisa melhora um pouco…

  • Eu mando-te, Ana.

    Carlos, um espectáculo de projecto e, não fosse o Expresso, sinceramente passava(-me) ao lado. Vou linkar esse blog também.

  • [Não preciso de ser eu a enviar o tal do notecard, cat. 😉 ]

  • Um espetáculo de projecto, sim, Cat.

    Esta foi uma experiência muito enriquecedora, e que para além de permitir estudar, e testar algumas das potencialidades deste ambiente virtual ao serviço da educação, permitiu também a criação de uma comunidade fantástica, que não se esgotou com o terminar da diciplina.

    Daquele trabalho resultaram amigos e projectos futuros. 😀

    Sugiro mesmo que acompanhem o blog já referido pelo Carlosss, e quem sabe, encontrarem-se conosco por Tomar, tal como é sugerido! 😉

  • Olá!

    O artigo abre portas para uma visão mais concreta das potencialidades do SL na educação, mas mais importante que tudo, serve para desmistificar algum complexo de uso por parte dos docentes… seria bom ver mais destes assuntos na imprensa…

    Até breve.

  • Isso é que me parece bestial, Ocacao. Que os projectos não só sejam muito interessantes e enriquecedores, como ainda que potenciem outros. 🙂