GetaSecondLife

Philip Linden em entrevista

Sexta-feira, dia 6 de Fevereiro de 2009 às 18:30, na ilha Alma. Na ilustre companhia da Gwyneth Llewelyn e do tpglourenco Forcella assisto à primeira entrevista de Philip Rosedale a um dos principais meios de comunicação social do nosso país. Mais tarde juntar-se-íam a nós a Afrodite Ewry e após a dita entrevista também a Leonor Abramovic de Portugal Center.

090205_022

A entrevista insere-se num trabalho de cerca de 40 minutos sobre o SL. O português sobretudo, mas também o global. Um trabalho aprofundado de um jornalista que se deu ao trabalho de passar quinze dias in-world a perceber o contexto, a pesquisar, a compreender. Uma reportagem a não perder, já que será transmitida a horas pós-laborais, em que a maioria entre nós já estará por casa. Ou, em alternativa, acessível a quem tiver internet por perto.

Acima de tudo, interessantíssimo ouvir em primeira mão as ideias de quem sonhou e estabeleceu este mundo em que vivemos. As motivações por detrás das diversas opções e inclusive uma ou outra ideia nunca antes expressa. E provavelmente, apesar de se tratar de uma manobra de relações públicas, soube bem ouvi-lo também fazer perguntas àcerca das necessidades específicas dos residentes portugueses.

(a continuar)

  • Teaser post? :DDDD Grande pinta. Estão todos de parabéns pelo esforço e eu contentíssima por ter a reportagem no GETA em primeira mão. Oh Yeahhhh!

  • Summer Wardhani

    Opá… calhando até poderemos vir a ter a entrevista inteirinha 😀
    A veri…

  • Boa! 🙂

  • Euclides

    Quando? Onde?

  • mermaid

    catita!!! olha que bem! mal posso esperar!

  • Ehpáaaaa fiquei super curiosa! Quero ver isso!!!
    Para quando, sô dona Summer?!?
    *muah*

    <3
    Ann

    PS – Ele é tão interessante como parece ser? LoL

  • Pronto, agora já se pode falar sobre o assunto, havia “silêncio” imposto pelo jornalista — que a TSF “impôs” aos presentes na dita entrevista até que o programa na rádio tivesse ido para o ar.

  • Summer Wardhani

    hehehehe… estranho não ? estava ali a beber as palavrinhas do Ricardo e só pensava como era tão eskisito estar a “ouvir” falar de algo e em simultaneo a visualizar os espaços. Uma reportagem áudio obre algo ke é tão gráfico – confesso que ainda estou a digerir, hehehe