Recentemente, completámos 6 meses no Second Life. É altura para fazer um pequeno balanço.

Conheci pessoas (poucas porque a timidez não ajuda nestas coisas) e fiz amigos. Amigos daqueles com quem ficamos horas sentados em esplanadas a conversar. Conheci locais extraordinários. Daqueles que nem sabemos como guardar a imagem mental porque cada  pormenor é fantástico. Deparei-me, por diversas vezes, com a dificuldade do fuso horário não me permitir usufruir em pleno de tudo o que o SL tem para oferecer. Apercebi-me que no SL temos uma vida pública e uma privada – aquela que só partilhamos com os nossos amigos. E continuo a achar que no SL vamos até onde a imaginação nos levar.