A comunidade portuguesa até pode ter muitas qualidades mas os seus defeitos são mais que muitos. Um deles é aquele sentimento pateta que nos acontece quando viajamos para o estrangeiro e encontramos outros portugueses que fazem questão de não nos largar só pelo simples facto de vivermos no mesmo país à beira mar plantado. Vendo bem, um dos motivos pelos quais viajo é para conhecer outros locais e, obviamente, não fico delirante por encontrar portugueses no estrangeiro. Mas, estou a generalizar. Este sentimento é demasiadas vezes transposto para o SL acompanhado do de outros que tais.

Uma das grandes vantagens de haver uma comunidade portuguesa no SL é o facto de podermos comunicar com outros avatares na nossa língua materna. Ou melhor, eu, pelo menos, faço isso embora por esse SL se continue a ver vários atentados à língua portuguesa utilizando letras que nem sequer constam do nosso alfabeto.

Alguns dos maiores defeitos da tal da comunidade portuguesa são:

1. Adicionarem-nos como amigos assim que abrimos a boca (neste caso, assim que escrevemos qualquer coisa) só pelo simples facto de sermos portugueses. No meu perfil in-world, a única pista sobre a minha proveniência é o grupo Lisboa mas, em breve, até esse deixará de estar visível no meu perfil. Aqui há uns tempos, um fulano que adicionou-me do nada e depois começa a enviar-me IMs em que uma das primeiras perguntas foi ‘Posso ir ter contigo?’ ao que eu não respondi ‘Não…’ e o gajo ainda fica ofendido por eu não querer a companhia de um tipo que não conheço de parte alguma na privacidade do meu lar SL (?).

2. Os constantes TPs para a actividade que considero mais aborrecida do SL: ir a festas e/ou dançar em discotecas (quando a música nem sequer é boa). Além de a actividade em si ser desinteressante, não percebo porque é que diariamente recebemos mais do que um TP para a mesma festa. Ora bem, se o raciocínio lógico, não me falha, se não aparecemos com o primeiro TP, para quê insistir…? Se após 1 ano de SL e 238402795634726140 TPs nós nunca aparecemos para quê continuar a enviar vários por dia? Se após termos pedido para não nos enviarem TPs para quê continuar? A sério que não percebo…
Continuando a estória do fulano que mencionei no ponto anterior: nos dias seguintes a ter sido adicionada, ele começa a enviar-me vários TPs para festas. Ao fim de uns dias disto, envio-lhe IM a dizer que não frequento festas e que não gosto de TPs. O primeiro comentário dele é ‘Até parece que enviei muitos…’, ao que eu respondo que mais do que um é muito para mim. A resposta do gajo foi que não tinha paciência para o meu comportamento (!?) e a minha resposta foi ‘Idem’ e mute list com ele.

3. Os constantes convites para grupos que pouco ou nada me interessam. O cúmulo foi conhecer um fulano que estava lá na ilha que, além de me adicionar como amiga assim sem mais nem porquê, em seguida me convida para um grupo que obviamente não aceitei. Adivinhem o que aconteceu a seguir: apaguei o tal do fulano da minha lista assim como fiz o mesmo ao cartão de visita.

O problema deve ser, concerteza, meu. Sou eu que sou diferente… Devo ser a única que não está para aturar amigos não solicitados e muito menos TPs para actividades desinteressantes. Eu tenho aceite os pedidos de amizade para não ter que me aborrecer com o filme normal seguinte de me perguntarem porque é que recusei. Note-se que as adições que me aborrecem mesmo são aquelas que aparecem do nada, de pessoas que não faço puto de ideia quem sejam e sem quer uma linha em IM a dizer qualquer coisa como ‘Estou a adicionar-te porque…’ Desde que a pessoa me diga que me conhece daqui ou dali, fica na minha lista de amigos.

E, relativamente aos pontos acima, garantidamente que a próxima vez que abrir o SL vou apagar mais uns quantos da lista de amigos e os respectivos cartões de visita além de receberem um último IM meu a explicar o porquê de irem parar à lista do mute.

Ah… e comunidade portuguesa é uma expressão muito lata porque, sinceramente, ainda não percebi se, de facto, existe uma.
Obviamente que, após este post, vou continuar a ser apelidada de snob, petulante, etc e tal.