“A minha melhor amiga esteve séculos para me convencer a entrar na SL™. E quando finalmente conseguiu, descobrimos que o meu PC não tem capacidade de memória suficiente…desilusão. Ainda assim (e porque já estava mortinha de curiosidade) aproveitei uma noite que estava em casa dela para jogar. Criámos uma boneca básica, demos-lhe um nome pirosérrimo, formatámo-la em 5 minutos com uma roupita e cabelos de umas caixas gratuitas e estávamos prontas para a acção.

Primeira paragem: procurar lésbicas. Com ajuda do search descobrimos uma ilha, é só carregar num botão e estamos lá. Grande ajuntamento de bonecas (ou seriam raparigas?) mas nenhuma responde aos meus cumprimentos, demasiado ocupadas em descobrir voyers no meio delas. Aqui não sou bem acolhida, volto ao search.

Segunda paragem (ainda no search de lésbicas): uma praia com uma fogueira de aspecto acolhedor. Várias miúdas (ou seriam bonecas?) conversam de assuntos típicos de mulher (“aquela nunca mais apareceu”, “espero que esteja bem”). Não são propriamente simpáticas nem me fazem propostas (será que sentem que não pertenço mesmo ali?) e só a custo consigo que uma delas converse um pouco comigo. Estou a ficar com pena dos homens que têm que passar por isto sempre.

Terceira paragem: mais um search e descubro um bar de s&m. Logo à entrada está um homem (avatar?) a oferecer sexo oral virtual. Experimento mesmo sem o cumprimentar, subitamente a educação parece estar num plano longínquo. Em detalhe vejo que a coisa não está bem feita, parece que os programadores da Linden Lab® ainda têm algum trabalho pela frente. Agradeço-lhe e entro dentro do bar. Há máquinas para poses estranhas, com bolas acopladas e um varão. Danço um pouco no varão mas farto-me rapidamente.

Quarta paragem: bar dos portugueses (a conselho da minha amiga). Vazio com excepção dos donos e um rapaz sentado numa cadeira com uma camisola da selecção. Sento-me ao pé dele e imediatamente mete conversa comigo. Dou-lhe uma identidade falsa, digo-lhe que não falo português e ele (mal falando inglês) esforça-se para continuarmos a falar. À terceira linha de chat pede-me para namorar com ele. Aceito e experimentamos as bolas disponíveis: dança, beijos, sentar agarrados, etc. Estas bolas parecem-me ter movimentos mais credíveis do que as anteriores.

De repente olho para as horas na rl e upsss, é tardíssimo. Despeço-me do namorado novo e desligo a SL™. Afinal ainda bem que não consigo instalar isto no meu PC, tenho a sensação que rapidamente me poderia habituar a isto.”